Forminhas

Mostrando 1 - 48 de 70 resultados

por página

Mostrando 1 - 48 de 70 resultados

por página

DESCRIÇÃO DA CATEGORIA:

A historia da empadinha e suas forminhas! empada

A historia da empadinha e suas forminhas.
O que era um simples petisco servido em festinhas infantis ganhou novas proporções. Com o surgimento das empadarias, o irresistível salgado vem em sabores inusitados e conquista de vez o paladar brasileiro. O espaço do gourmet tem uma linha completa de formas para se fazer essa delicia de salgado. A base é quase sempre a mesma: massa podre que esfarela na boca, recheio cremoso coberto com uma tampinha dourada de massa, sempre com uma bolinha ou outro indicativo do sabor. A empadinha é uma invenção brasileira que surgiu como uma adaptação dos empadões portugueses - que também eram chamados de pastelões -, grandes tortas salgadas recheadas com frango, camarão ou palmito. Essa massa podre acomodada nas formimhas do espaço do gourmet e acrescido dos mais diversos recheios formarão as afamadas empadinhas. Os pastelões pequenos ficaram conhecidos como empadas de caixa e acabaram emprestando o nome ao salgado. Outra versão diz que a palavra empada é uma simplificação de sua prima, a empanada, termo que deriva de panis, ou seja, pão. O petisco virou quitute de bar, de padaria e também de festa infantil até ganhar lojas exclusivas, uma variedade de sabores inusitados e versões doces para a sobremesa. “As empadinhas possuem a massa muito leve, combinando facilmente com diversos tipos de recheio, até os mais exóticos. Por isso, elas fazem sucesso e agradam ao paladar tanto em um lanche rápido como em uma refeição”, diz Maria Luiza do Amaral (Vovó Yara), da Empadaria da Vovó. Além das inovações no sabor, as “empadarias” começaram a servir o produto de maneiras diferentes, como em potinhos que facilitam aos clientes comer o salgado de colher. “A empada tem um diferencial que é a ligação com a história pessoal da maioria das pessoas. Tem gosto de infância, de família. Se ela for consumida com outros alimentos, como uma salada bem caprichada, pode virar uma refeição completa”, afirma Márcio Rangel, sócio da Empada Brasil. Conheça os diferentes sabores para experimentar esse salgadinho que é uma marca nacional. Crie a sua própria receita utilizando as forminhas de alumínio de diversos tamanhos do espaço do gourmet. Veja agora algumas receitas de locais famosos que exploram esse delicioso salgado. Empada Brasil Quando a rede entrou no mercado no início dos anos 2000, alavancou o movimento das lojas especializadas no salgado. Além das opções tradicionais, a Empada Brasil ainda tem o quitute em versão integral e doce sem cobertura. Entre os sabores do cardápio estão berinjela, salmão com rúcula, kani com alho-poró, calabresa com massa picante e banana com canela. Rancho da Empada O Rancho da Empada levou a sério a empadinha como fast-food e criou o "empabúrguer", uma massa fina coberta com gergelim e recheada com hambúrguer e queijo gouda. São 24 opções, como aliche com tomate seco e à moda (palmito, ervilha, ovo e molho de tomate), além do Petit Empadeu (empada doce servida com sorvete de tapioca, crocante e chocolate). Empadaria da Vovó Empadinha também tem cheiro de infância. Com este nome sugestivo, a loja oferece opções salgadas como espinafre com requeijão, quatro queijos, peito de peru com cogumelos, rúcula com mussarela de búfala, bacalhau e tomate seco com queijo branco. Entre os sabores doces estão abóbora com coco, doce de leite com nozes e geleia de morango com ricota. Empada Praiana Com franquias espalhadas pelo Rio de Janeiro, a Empada Praiana faz a alegria de quem está na orla e também na cidade. A textura lembra um bolo e os sabores são bem variados, como camarão com Catupiry, galinha com palmito e queijo, calabresa, carne-seca e chocolate. Casa Godinho A estrela da loja é o bacalhau, que além de ser vendido em peças também recheia as empadinhas, que podem ser saboreadas quentinhas na hora ou levadas para casa congeladas. Ainda dá para experimentar mais 12 sabores, como a de alheira, linguiça Blumenau, carne-seca com abóbora e maçã com nozes.